9 Tendências Gastronômicas no Festival de Búzios em 2019

Conhecida pelas suas belas praias, Búzios há 18 anos vem provando que não é só de belezas naturais que vive o balneário mais charmoso do Rio de Janeiro. Desde o seu primeiro festival gastronômico em 2002, ano após ano a cidade tem mostrado que além da diversidade multicultural presente na culinária, também apresenta tendências gastronômicas . Listamos abaixo 9 considerações sobre o festival em 2019 que comprovam tendências anunciadas para o ano.

1 – Tecnologia cada vez mais presente

O festival em 2019 conta com um aplicativo que além de facilitar o acesso à informação sobre participantes, restaurantes, pontos de degustação, também possibilita que os visitantes possam fazer reservas dos pratos que desejam degustar previamente. A facilidade também tem um valor de sustentabilidade, pois com o aplicativo, serão utilizados (e impressos) menos cardápios do festival em papel.

App Deguste Búzios disponível gratuitamente nos sistemas Android e iOS

2 – Aumento de pratos veganos

Até 2018, o festival apresentou uma carência na oferta de pratos para o público vegano, tendo inclusive que trazer uma convidada especial de fora de Búzios desde a última edição para participar do evento. Em 2019, além do participante convidado, Cereall Gourmet de Cabo Frio, que se manteve nesta edição, mais dois pratos veganos serão oferecidos. O evento também contará com opções vegetarianas, tendo restaurante que trabalhará com duas opções (para carnívoros e vegetarianos).

Prato Tudo Azul em Búzios do Cereall Gourmet: vegano, saudável e sustentável
Nhoque de batata doce roxa do Búzios Orgânica: vegano e 100% orgânico

3 – Harmonização de pratos com craft beer

Como cerveja oficial da 18ª edição do Festival Gastronômico de Búzios, a Eisenbahn disponibilizará um beer sommelier que estará à disposição do público no container da marca dando dicas sobre harmonizações e a utilização de cerveja em receitas. Além disso, em todo o menu do evento são apresentadas as cervejas da marca que mais harmonizam com os pratos do festival.

Harmonização com craft beer: cerveja oficial do evento disponibilizará Beer Sommelier para dar dicas a participantes

4 – Fusão Global

A fusão de culinárias de origens diferentes, que já vem aparecendo nos últimos anos, se mantém firme este ano e a gastronomia buziana retrata muito bem isso. Restaurantes que mesclam a culinária oriental com a latina estão bem presentes nesta edição.

Atum em crosta de gergelim com purê de wasabi e crispy de couve e batata doce: fusão da culinária oriental com a brasileira

5 – Probióticos

Bebidas fermentadas por leveduras e bactérias chegaram há algum tempo, mas estão cada vez mais populares, entre elas o Kombucha, que será vendido por alguns restaurantes durante o evento.

Kombucha do 74 Restaurant (foto @74restaurant)

6 – Comidas em bowls

Normalmente por serem pratos degustação, grande parte já são servidos em bowls, mas nesta edição alguns pratos que serão oferecidos em sua composição original seriam servidos neste tipo de recipiente apontado como uma das tendências para 2019.

Poke Havaiano da Donna Jô: bowls

Ovo perfeito do Rocka servido em bowl

7 – Trocas saudáveis de ingredientes

Chips e palha de batata-doce, couve, inhame, beterraba ou mandioquinha, linguine de palmito, nhoque de batata doce roxa, farofa de castanha serão algumas das trocas saudáveis presentes em pratos do festival

Chips de inhame, batata doce e beterraba acompanham o Short Ribs do Barba Azul
Linguine de palmito do Buzin

8 – Cafés especiais

Cada vez mais o termo barista é ouvido por aí. Responsável por criar novas e diferentes bebidas à base de café, ele é o profissional especializado em café de alta qualidade. Seguindo essa tendência dos cafés especiais cada vez mais presente no cotidiano das pessoas, o proprietário do Maria Maria Café, Rodrigo Sobral apresentará um workshop gratuito chamado “Experiência Café” durante o festival.

O Chemex será um dos métodos de extração que serão apresentados na Experiência Café no Maria Maria Café

9 – Carne de porco

Com a entrada do restaurante a Casa do Porco, de Jefferson Rueda, na lista dos 50 melhores restaurantes do mundo pela “The Worlds 50 Best Restaurants”, a carne de porco volta a chamar a atenção principalmente no Brasil. Em um evento onde a predominância é de peixes e frutos do mar, a utilização deste tipo de carne por restaurantes de alta gastronomia, como o 74 Restaurant que utiliza barriga de porco, reforça essa tendência que poderá se tornar mais forte principalmente no Brasil.

Barriga de porco no bao do 74 Restaurant

Nasi Goreng com mignon de porco Barbecue do Sawasdee: carne de porco em alta

O 18° Festival Gastronômico de Búzios acontece de 5 a 14 de julho de 2019

Mais informações: http://www.festbuzios.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s